Caverna do Dragão agora tem final

Se você nasceu entre as décadas de 80 e 90 (ou assistiu a TV depois disso), provavelmente, teve a infância frustrada (em parte) por jamais ter visto o episódio final de Caverna do Dragão. Desde então, surgiram inúmeras teorias sobre a possível conclusão da misteriosa aventura, incluindo mensagens subliminares, roteiros supostamente perdidos e adaptações em HQs. Pensando naqueles que nunca perderam a curiosidade pelo destino de Hank, Eric e companhia, o escritor Eduardo Damone, durante o Anime Friends, anuncia: “Agora tem final”.

Num dos estandes do “maior evento de cultura pop da América Latina”, o autor chama a atenção dos visitantes, ao apresentar o livro com o folclórico encerramento da saga. Damone conta que o volume foi produzido após 20 anos de rodas do RPG Dungeons & Dragons, transformando um compêndio das campanhas do famoso jogo em literatura. Publicado pela Safir Editora, Caverna do Dragão – O Reino foi lançado em 2011, está na 3ª edição, vendeu cerca de 12 mil unidades e até foi traduzido para o inglês.

Reparou nos traços menos infantis dos personagens?

Reparou nos traços menos infantis dos personagens?

Insatisfeito com a versão em quadrinhos que circula pela internet (clique aqui para ler), Damone pretende entregar aos fãs o término que a trama sempre mereceu e, para isso, possui um acordo para escrever as histórias da fanfiction, em tiragens reduzidas. “Aquilo [em PDF] é o Réquiem, foi elaborado para dar reboot na série”, afirma ele, alertando que o público deve esperar por um ambiente mais “pegado” do que aquele exibido na animação (na época, já considerado “violento”).

A essa altura, você pode estar intrigado sobre o conteúdo disponibilizado neste livro. Para o Boletim Nerd, Eduardo Damone adiantou detalhes a respeito de sua narrativa. “Tem um final eletrizante e que inclui o Vingador”, antecipa, contrariando o Réquiem, que desconstrói toda a imagem do vilão, conquistada pelos 27 capítulos do programa. “E Hank e Sheila são mesmo namorados”, completa.

DSCF0921

Em seu estande, Eduardo apresenta Caverna do Dragão – O Reino. (Foto: Henrique Almeida)

Embora pareça que o título tenha “somente” o propósito de encerrar a jornada, Damone brinca (e provoca): “Não é só o final. Sabia que o desenho não tem começo?”. Conforme o autor, a adaptação literária tem princípio numa partida de basquete antes de os garotos chegarem ao parque de diversões mostrado na abertura do seriado (atualmente integrado à grade do canal a cabo Gloob).

À la George Lucas (criador de Star Wars), Eduardo Damone pretende publicar uma quadrilogia, mas, na primeira obra lançada, logo relata como a aventura irá terminar. Além disso, o escritor aproveita para contar as origens de cada personagem do grupo, assim como explorar seus dramas na entrada para a vida adulta.

“As três primeiras páginas do livro já revelam muita coisa que o desenho não explicou”, garante ele. Os motivos para a ida dos jovens ao perigoso e fantástico mundo habitado pelo Mestre dos Magos e os mistérios das “Armas do Poder” serão explicados.

Como os adolescentes foram jogados em outra dimensão? Eduardo Damone promete solucionar o caso.

Como os adolescentes foram jogados em outra dimensão? Damone promete solucionar o caso.

Ficou curioso(a)? Na Anime Friends, Caverna do Dragão – O Reino custa R$ 30. Entretanto, a história retorna em Caverna do Dragão – Duas Cores.

Para saber mais sobre o projeto, acesse o site: cavernadodragao.com.br

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.