Em Ritmo de Fuga: “95% das manobras são reais”, conta Edgar Wright

Em cartaz com Em Ritmo de Fuga, o diretor Edgar Wright (Scott Pilgrim Contra o Mundo) e o ator Ansel Elgort (A Culpa é das Estrelas) vieram ao Brasil para divulgar o lançamento do mais novo longa da Sony Pictures. Atendendo a imprensa no Grand Hyatt Hotel, em São Paulo, a dupla concedeu uma entrevista coletiva na qual falaram sobre tudo sobre o filme de ação que vem conquistando o público e a crítica mundial pela intensidade de suas cenas de perseguição, humor e trilha sonora. “95% das manobras foram reais”, revela o cineasta britânico, que preferiu o realismo aos efeitos visuais.

A obra, que estreia nesta quinta-feira (27/07) nos cinemas brasileiros, conta a história do piloto de fuga Baby (Ansel), cuja audição fora danificada no acidente automobilístico que matou seus pais. “Tivemos 1 mês de treinamento para aprender as manobras, o que é o sonho de todo mundo”, afirma Elgort, ponderando que mesmo assim não o deixaram conduzir os carros durante as filmagens. “Queríamos que fosse pra valer, porque fazer com o fundo verde é fácil”, completou Wright, inspirado por títulos clássicos como Operação França, Os Irmãos Cara de Pau e Bullet.

Além de participar da press conference, Edgar Wright e Ansel Elgort participaram da pré-estreia de Em Ritmo de Fuga. (Foto: Henrique Almeida)

Tanto para embalar os acontecimentos do longa quanto para aliviar o zumbido que aflige os ouvidos do protagonista, Em Ritmo de Fuga conta com uma playlist com 30 músicas, escolhidas especificamente para cada uma das cenas. “Obtive essa playlist em 2015 e 25 dessas músicas já estavam no script”, relembra Ansel Elgort. “Desenvolvemos o filme com as músicas, e os atores as escutavam enquanto gravávamos”, explica o diretor e roteirista da produção de 1h52min, que buscou o encaixe perfeito entre as ações e diálogos dos personagens e a trilha sonora.

No entanto, para que a sincronia parecesse natural, os atores precisaram ensaiar as suas performances musicais. “Tivemos 1 mês de preparação e sempre fui fã de Gene Kelly [de Cantando na Chuva], mas não danço como ele”, diz Elgort. Considerado um “crush mundial”, o ator que ficou famoso pelo papel de Augustus Waters, na adaptação da obra de John Green, agradeceu ao carinho das fãs no Brasil. “É ótimo! Amo minhas fãs.”

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.