De Volta ao Jogo (2014): o retorno da ação com Keanu Reeves

Aproveitando o lançamento de John Wick 3: Parabellum, decidimos produzir um especial sobre essa franquia de ação, marcada pela atuação de corpo e alma de Keanu Reeves (Matrix). Mas não é apenas sua interpretação como também inúmeros fatores que o tornaram esta saga uma das melhores do gênero nos últimos anos.

Em 2014, o primeiro filme chegou aos cinemas com o título De Volta ao Jogo, isso porque a distribuidora na época não apostava que o título original (“John Wick“) atrairia telespectadores para o cinema, como uma ação do marketing para vender melhor o filme – embora o nome alterado casasse com o fato de Keanu Reeves estar afastado das telonas.

Um homem com o seu cachorro não quer guerra com ninguém. (Foto: Paris Filmes)

O longa segue a história do matador de aluguel aposentado John Wick (Reeves), que abandonou os trabalhos para viver com seu grande amor. Porém, sua esposa morre devido a um câncer, deixando ao protagonista nada além do luto, e um presente deixado para sua lembrança: um filhotinho de cachorro, para ajudar John a seguir. O que ele não imaginava é que seu passado sombrio retornaria de forma explosiva, algo que o coloca no caminho da vingança.

Mesmo já batida, a trama acerta em toda sua concepção, pois, trata o gênero de ação com respeito, numa verdadeira homenagem ao gênero de ação. Aliás, tanto as cenas de luta de quanto as sequências de tiroteios são feitas de maneira espetacular pelo próprio Keanu Reeves.

Sem nada a perder, John Wick retorna ao caminho da violência. (Foto: Paris Filmes)

A direção fica por conta do competente David Leitch (Atômica) e do iniciante Chad Stahelski – que durante muitos anos foi coreógrafo e dublê de Keanu Reeves em outros filmes. Não é à toa que parceria de longa data rendeu convite para Stahelski dirigir a obra, tendo abraçado o projeto para criar um visual bonito e chamativo.

Entre seus méritos, De Volta ao Jogo entrega uma roupagem moderna, com uma trilha sonora assertiva nos momentos exatos e maravilhosa fotografia noturna, que ressalta ambientes urbanos corriqueiros. Entretanto, a cereja do bolo aqui é Keanu Reeves se entregando de corpo e alma, em atuação sólida e direta que cumpre o que o filme necessita.

“John Wick” ou “De Volta ao Jogo” é um espetáculo de ação, com criação simples e capaz de impressionar os fãs por conta da dedicação de todos os envolvidos em sua produção.

Comentários

Comentários estão fechados.