Days Gone: em mundo aberto, sobrevivência é o desafio

Na última quarta-feira (10/04), a Playstation trouxe novos detalhes do aguardado Days Gone. Em evento fechado para a imprensa em São Paulo, pudemos nos encontrar com o game director Jeff Ross e o lead game designer Ron Allen para conversar sobre a jogabilidade e a história desse novo exclusivo. Além disso, os jornalistas tiveram a oportunidade de testar o game em fases diferentes do material disponibilizado na Brasil Game Show 2018, assim como já entrar no clima do jogo com a presença dos chamados “freakers” pelo espaço.

As primeiras informações sobre Days Gone foram a respeito do enredo. “Todo mundo quer saber como essa pandemia se iniciou. O jogo começa dois depois de tudo”, contou Allen, ainda mantendo segredo sobre o surto que transformou grande parte da humanidade em zumbis. Enquanto isso, Ross comentou sobre o background do protagonista da vez: Deacon St. John. “Quem é esse cara? É um excluído, sua mulher está morta. Ele é um motoqueiro, tem o perfil perfeito para sobreviver”, disse, revelando que o casal será visto em missões em flashback.

Days Gone chega para Playstation 4 em 26 de abril. (Foto: Divulgação)

Porém, a maior curiosidade dos gamers é: o que faz Days Gone diferente dos outros jogos do gênero? “Esse game será inteiramente em mundo aberto. Você poderá jogar como quiser. Há missões, mas você decide onde ir”, garantiu Allen. Outro ponto é o comportamento dos freakers. “Eles preferem o frio, por isso saem à noite. Durante o dia, os freakers hibernam”, explicou Ross. “Nenhum outro game tem uma horda assim. Você pode encontrar grupos com centenas ou até milhares deles”, completou. O desafio é tirar os inimigos do caminho com mínimo dano.

Pela sobrevivência, os jogadores precisarão de criatividade para manejar seus recursos e inimigos. “É um jogo de moto. Caso perca sua motocicleta, você precisa encontrá-la, pois, os itens são guardados lá”, antecipou Ross. E Allen sinalizou mais uma dificuldade: “é possível que suas armas quebrem, mas depois você aprende a consertá-las”.

Com missões principais e secundárias, Days Gone terá 30 horas de jogo, chegando a 50 horas com os conteúdos extras.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.