3ª temporada: Seann William Scott adiciona humor pateta a Máquina Mortífera

Com a demissão de Clayne Crawford (intérprete de Martin Riggs) por comportamento agressivo e ambiente hostil, a série Máquina Mortífera – inspirada na quadrilogia de filmes dos anos 1980 – chega em sua 3ª temporada com a missão de provar que pode continuar sem um de seus protagonistas. Solução? A escolha de Seann William Scott (o Stifler, de American Pie) como Wesley Cole – parceiro inédito de Roger Murtaugh (Damon Wayans, de Eu, a Patroa e as Crianças) –, que tem sua apresentação no episódio In the Same Boat.

Ainda sob o comando do showrunner Matthew Miller (Chuck e The 100), a atração tem sua nova temporada estabelecida 6 meses depois da season finale anterior e procura fazer a despedida do personagem de Riggs sem transparecer o mau clima deixado pelo ator. Agora, Murtaugh passa seu tempo trancafiado em casa ou em seu barco (no quintal), buscando pistas sobre o que aconteceu ao antigo parceiro. Contudo, o veterano decide voltar às patrulhas quando se depara com o novato Cole (Scott) em uma perseguição explosiva pelas ruas de Los Angeles.

A terceira temporada de Máquina Mortífera estreia no Warner Channel em 8 de outubro, às 21h40. (Foto: FOX)

Fugindo do rótulo de “substituto”, Wesley Cole passa por problemas diferentes, uma vez que, após servir como agente da CIA na Síria – e retornar a seu país com sangue nas mãos –, o rapaz tenta refazer sua vida, além de conquistar a confiança da ex-mulher, Natalie Flynn (Maggie Lawson, de Psych), e da filhinha, Maya (Shay Rudolph, do curta Mae). Contrário de Riggs, Cole deseja fazer a coisa certa, com sua postura de mocinho “boa praça”, porém, apesar disso, parece estar sempre envolvido em confusão porque o caos tem o costume de lhe seguir.

O que é notado na estreia da terceira temporada é a mudança de lugar de Roger Murtaugh, que pode aceitar a promoção a capitão da polícia, como também passa a ocupar a posição indisciplinado da dupla. Diante a reestruturação, sobra menos espaço para os personagens secundários, embora a terapeuta Maureen Cahill (Jordana Brewster, de Velozes e Furiosos), o ex-capitão (agora político) Avery (Kevin Rahm, de Madam Secretary) e a esposa de Murtaugh, Trish (Keesha Sharp, de American Crime Story), não deixem de marcar presença.

Sem a química de antes, Lethal Weapon (título original em inglês) recomeça quase do zero, apostando num humor mais leve e bobalhão, mas com a atitude correta. Se isso irá funcionar ou não, temos 13 episódios para descobrir – sim, a temporada promete ser mais curta, a não ser que haja renovação.

Comentários
Henrique Almeida

Henrique Almeida

Jornalista formado pela FIAM e fundador do Boletim Nerd. Foi colaborador da Coluna Mundo Geek, da GloboNews, e foi palestrante na Campus Party Brasil. Realizou a cobertura da Comic Con Experience, Brasil Game Show e Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

Comentários estão fechados.